Formar e engajar uma comunidade internacional de especialistas é possível com a ajuda de um SPOC sob medida

A quarta maior empresa internacional de petróleo e gás, a Total, por meio de sua área de Marketing e Serviços, decidiu criar um percurso digital do tipo MOOC (Massive Open Online Course), o chamado SPOC (Small Private Online Course), sobre os fundamentos da supply chain. A empresa que emprega mais de 130 países e emprega 98 mil colaboradores, decidiu investir na evolução da formação “Supply & Logistics”.

Abaixo, entrevista com o chefe de projetos em engenharia de formação da Total, Sébastien Piquet sobre o assunto.

Qual a sua missão dentro da empresa?

Implementar, em parceria com nossos sócios comanditários, novas formações para desenvolver as competências de nossos colaboradores em setores relacionados aos negócios específicos da Total, como é o caso do supply chain, do shipping e do comércio de produtos petroquímicos.

O senhor implementou, com Learning Tribes, um dispositivo de formação em Digital Learning sobre Supply Chain e logística. Como um projeto desses se concretiza na Total?

A maneira como procedemos quando elaboramos um dispositivo de formação como esse é determinante. Temos o cuidado de identificar, precisamente, os dados que possuímos para definir um projeto de evolução de competências de uma certa população, sobre  dado tema. Dedicamos-nos, ainda, a encontrar bons dispositivos para atingir esse objetivo, sempre levando em conta o aspecto econômico do projeto.

O mundo muda, as profissões evoluem. Assim, é preciso reorientar os colaboradores, para novas competências, ou atualizar o conjunto dos conhecimentos. Tudo isso faz parte, em geral, do contexto de condução das mudanças, sobre o qual muitas empresas são confrontadas.

Esse novo projeto de formação tinha dois objetivos: responder às necessidades de aprofundamento e desenvolver as competências em setores estratégicos. Nós estávamos diante de uma temática na qual era preciso impulsionar a evolução das competências de colaboradores operacionais no mundo todo.

Esse percurso digital do tipo MOOC, mais precisamente um SPOC, foi concebido a partir de um formato presencial. Através da plataforma de formação Triboo, de 100 a 150 aprendizes, por ano, situados em todos os continentes, interagem no fórum de discussão, visualizam entrevistas em vídeos de especialistas da Total e, também, animações gráficas e reportagens de campo.

Por que a Learning Tribes foi escolhida para realizar esse SPOC?

Após termos definido um projeto muito preciso, nós desejávamos encontrar uma empresa especializada em formação à distância, capaz de fornecer uma plataforma que atendesse às nossas expectativas em relação à ergonomia, que nos acompanhasse na engenharia pedagógica detalhada e na produção de conteúdos audiovisuais variados e de qualidade, pois os vídeos representam 80% da composição do SPOC. A Learning Tribes, claramente, demonstrou competência em matéria de engenharia e concepção audiovisual. O que nós co-produzimos é mais agradável e atrativo visualmente do que costumamos ver nos MOOCs tradicionais.

Os especialistas da Total foram particularmente envolvidos na realização desse dispositivo de formação. Quais foram suas impressões sobre o projeto?

Todas as pessoas que vemos nos vídeos são especialistas internos do Grupo e apesar de não estarem habituados a esse exercício de vídeo, eles se envolveram muito! Se eu fosse recomendar aos meus colegas, de outras empresas, eu diria que é um dos melhores meios de envolver os especialistas em um projeto de formação, pois eles se tornam, quase automaticamente, “embaixadores” incondicionais do dispositivo que os coloca em cena, o que é muito importante.

Como o MOOC foi recebido por seus colaboradores?

Quase todos os colaboradores, que se conectaram à plataforma de formação digital, concluíram a formação e aprovaram. Tivemos taxas de conclusão da formação muito positivas e depoimentos muito simpáticos sobre a experiência.  Eles consideraram o conteúdo muito operacional e expressaram sua satisfação ao ver participarem as pessoas que são verdadeiras referências em negócios na Total. Isto criou uma verdadeira proximidade com os especialistas; de maneira geral, já é muito edificante e agradável para o aprendiz seguir conselhos de um expert em sua área de atuação e, mais ainda, quando esses conselhos vêm de um especialista de sua própria empresa!

Quais as chaves de sucesso do SPOC

Flexibilidade: qualquer que seja o fuso horário ou o ritmo de trabalho do colaborador é sempre possível incluir momentos de formação em sua agenda e seguir essa formação on the job, ou seja, sem deixar seu local de trabalho. Esse ambiente digital e colaborativo elimina os medos e as pressões do ponto de vista do aprendiz. Ele se diz: “Não estou completamente sozinho, posso perguntar, caso não compreenda alguma coisa, e reproduzir, em um ambiente virtual, condições que se assemelham às de uma sala de aula”.

Dimensão, ao mesmo tempo, acadêmica e operacional: os aprendizes seguem seus percursos de formação e se beneficiam de múltiplos aportes de referências, conteúdos audiovisuais atrativos, experiências de campo, mesmo estando em uma formação relativamente acadêmica. É esse duplo aspecto que faz do SPOC Supply Chain uma formação digital muito rica!

Quais são seus objetivos para os próximos anos?

Continuar o que fazemos, ou seja, desenvolver as competências certas em todas as partes do mundo de maneira eficaz e eficiente.

A Total desenvolve, com frequência, projetos de formação e é sempre interessante complementar os dispositivos. Neste caso, nós criamos uma formação geral sobre essa temática e agora nós podemos pensar na evolução das competências em temas e segmentos mais restritos e mais especializados.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *